Conheça a nova era da tecnologia de negócios

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já ouviu falar em Tecnologia de Negócios (TN)? Bem, nos últimos anos, o ramo de TI vem sendo reordenado e grandes mudanças devem ocorrer, colocando o setor como a base estratégica fundamental para um negócio competitivo.

Essas mudanças são impulsionadas, principalmente, pelo rápido desenvolvimento da forma como tratamos os dados, fazemos análises, utilizamos os recursos de nuvem, dispositivos móveis, mídias sociais e IoT (Internet of Things).

Antes de chegarmos até aqui, a TI passou por várias eras, sendo remodelada para atender as necessidades das empresas. Mas, em breve, o papel da TI deve mudar e passar a ser o próprio negócio. Ou seja, o negócio deve se moldar à TI, que passará a se chamar Tecnologia de Negócios.

Achou interessante? Então descubra, a partir de agora, como a TI evoluiu com o passar o do tempo e em que ela se transformará no futuro!

Era do CPD (Centro de Processamento de Dados)

Se você tem mais de trinta anos, possivelmente se lembra do CPD. A maioria das empresas tinha um setor estruturado com profissionais qualificados em digitar dados (inserir dados) no sistema, até então com poucas funcionalidades e visualmente nada atrativos.

Naquela época, registrava-se os dados com o intuito de validar certas operações e manter o controle das ocorrências dentro da empresa, não havendo nenhuma análise mais estratégica sobre eles.

Era da TI (Tecnologia da Informação)

A era do CPD terminou quando percebeu-se, por meio de uma análise mais detalhada, que o processamento de dados podia fornecer informações gerenciais de alto valor para as empresas. Assim entramos na era da TI.

O departamento de TI é algo mais novo e conhecido até mesmo por quem é jovem no mercado de trabalho. Afinal, muitas empresas ainda usam esse termo e realizam as operações mais tradicionais da Tecnologia da Informação.

Basicamente, a TI era estruturada com foco no estudo dos dados para a geração de informações, bem como para dizer a forma como essas informações poderiam ser utilizadas no negócio. Tivemos, então, a tecnologia aplicada à geração de relatórios, com informações que permitiam aos gestores agregar um processo de melhoria contínua nos negócios.

Era da TC (Tecnologia do Conhecimento)

Depois de descobrir que os dados estruturados podiam gerar informações de valor, os profissionais foram além e descobriram que as informações, devidamente agrupadas, podiam gerar conhecimentos variados sobre o mercado, o perfil dos clientes e sobre a própria empresa, chegando assim a era atual: a era da tecnologia do conhecimento.

Hoje, a maioria das empresas utiliza o Big Data que, auxiliado por um sistema de BI (Business Intelligence) na nuvem, é capaz de coletar, armazenar e manipular os dados de todas as interações entre os clientes e a empresa, por exemplo, dando aos gestores informações em tempo real no Dashboard (Painel de Controle) para a tomada de decisões mais rápidas e certeiras.

Era da TN (Tecnologia de Negócios)

Finalmente, chegamos onde queríamos. A Tecnologia de Negócios é uma tendência que indica a próxima era da TI. Nesse modelo, as empresas passam a usar todo o conhecimento gerado pela TC para apoiar o negócio como um todo.

Ou seja, o departamento passa a ser o core business da empresa, analisando as informações e entregando conhecimentos para o aperfeiçoamento do negócio, como formas de se aumentar o volume de vendas, otimizar os processos internos e externos, antecipar-se aos problemas e oportunidades etc.

É importante lembrar que o principal agente transformador dessa era da Tecnologia de Negócios é o próprio gestor de TI, que deve assumir para si a responsabilidade das mudanças na empresa. Com a rápida evolução do mercado e a concorrência cada vez mais acirrada, a tecnologia assume o papel fundamental de orientar os gestores a tomarem o rumo certo no momento exato.

Gostou da novidade? Aproveite para descobrir também 5 dicas de segurança digital para a sua empresa!