Saiba as principais diferenças entre CAPEX e OPEX!

Tempo de leitura: 3 minutos

CAPex e OPex vamos descobrir o que são? Com certeza é um ótimo recurso para os investimentos em TI de 2018 😉

Todos sabem que o mundo corporativo da atualidade é extremamente competitivo e que, para se manter sólida no mercado, é preciso que uma empresa tenha estratégias bem definidas em todos os seus segmentos para que os planos sejam feitos de forma acertada.

As evoluções tecnológicas oferecem ferramentas essenciais para integrar os setores do empreendimento, otimizar processos, coletar e organizar informações que servirão de base na hora de tomar decisões, entre outras funcionalidades.

Um dos pontos fundamentais é fazer uma boa gestão financeira, controlando as entradas e saídas de capital. Para isso, é preciso saber classificar as despesas. O ponto de partida é entender a diferença entre CAPEX e OPEX. Se você ainda não sabe ao certo o que esses termos significam, continue a leitura deste artigo e fique por dentro do assunto.

Saiba o que são CAPEX e OPEX

CAPEX é a sigla de CAPital EXpenditure, que são os custos ligados às aquisições de bens materiais feitas por uma organização (ativos). Alguns exemplos podem ser ferramentas, equipamentos eletrônicos, como computadores e impressoras, e também expansões do espaço físico, bem como aquisições de novos lotes, barracões, entre outros.

Já OPEX, que vem de OPerational EXpenditure, é a classificação dada aos custos operacionais de um empreendimento e àqueles destinados à manutenção de seus equipamentos e infraestrutura, como funcionários, tributos, saneamento, energia elétrica, terceirizações etc.

Conheça as diferenças

De forma resumida, CAPEX e OPEX são, respectivamente, despesas referentes à aquisição e à manutenção do patrimônio empresarial. De certo modo, quase todos os investimentos destinados a equipamentos e ferramentas podem gerar custos para manter seu funcionamento.

Um exemplo é a compra de uma impressora. Após isso, haverá constante investimento em papel, tinta, mão de obra etc.
Outro exemplo é a aquisição de servidores. Após isso, haverá dependências de nobreaks, manutenção, energia elétrica, espaço físico, o que faz com que a nuvem se torne uma opção melhor em alguns casos.

Uma gestão eficiente é aquela que busca formas de otimizar os processos da empresa, por meio de soluções que diminuam os custos, sem perder qualidade. É preciso estar atento ao momento de trocar despesas CAPEX por OPEX. Nessa hora, a terceirização de TI mostra-se como opção muito atraente.

Quando contrata-se uma empresa terceirizada para desenvolver uma atividade, é possível aumentar a qualidade do serviço, pois, geralmente, elas contam com profissionais especializados para realizá-los, e, com isso, pode-se reduzir o número de erros nos processos, de retrabalhos e, inclusive, os custos.

Além disso, uma outra forma de passar de CAPEX para OPEX é quando a organização opta por alugar equipamentos em vez de comprá-los. Além da redução de custo que isso pode proporcionar, essa despesa passa a se enquadrar como gasto operacional e, com isso, é possível deduzir o valor da tributação de imposto.

Esteja atento à tecnologia

Como informado, é muito importante saber gerir as finanças e há muitas soluções tecnológicas disponíveis no mercado que facilitam esse trabalho. Para manter a segurança das informações e a produtividade da equipe, é recomendado investir em Consultoria estratégica de TI. Principalmente para fazer os cálculos relacionando os ativos e as oportunidades que o Cloud Computing ofereçe de reduzir custos em OPex para sua empresa.

Existem várias diferenças entre CAPEX e OPEX. Devido a isso, você deverá analisar como cada tipo de despesa ajusta-se melhor os objetivos do seu negócio.

Gostou deste artigo? Conseguiu compreender o que são CAPEX e OPEX e suas diferenças? Para se manter bem informado sobre as novidades do mundo empresarial, assine a nossa newsletter e receba artigos como este diretamente em seu e-mail.