Disaster Recovery (DR): O plano de Recuperação de Desastres

Tempo de leitura: 3 minutos

Desastres podem acontecer a qualquer momento e manter um plano de recuperação é essencial para que esses problemas não causem um grande impacto em seus negócios.

Mesmo com todo investimento em segurança da informação e proteção de dados, algumas variáveis como desastres naturais, invasões e sequestros digitais podem ocorrer e é preciso estar pronto para lidar com esses problemas.

Neste artigo, vamos falar um pouco mais acerca do plano de recuperação de desastres e dar algumas dicas sobre como implantar essa rotina em sua empresa, protegendo seus dados.

Recuperação (DR)

O que você faria hoje caso um incêndio acabasse destruindo seus servidores? Você e sua equipe levariam quanto tempo para recuperar todos os dados e voltar a trabalhar? Existe algum procedimento padrão no caso de que algo como isso aconteça?

Um plano de recuperação de desastres é um documento no qual estão descritos todos os passos a serem realizados para lidar com as mais diversas consequências que podem afetar a empresa devido a algum fator incontrolável, como:

  • catástrofes naturais;
  • ação de hackers e cibercriminosos;
  • problemas internos de manutenção.

Dicas de implementação

Para implementar um Disaster Recovery — que funcionará quando você precisar dele —, é preciso seguir algumas dicas simples, porém, eficazes. Vamos listar algumas delas.

Archiving

Nem sempre o Backup pode ser a melhor solução, em alguns casos, o Archiving deve ser utilizado. O Backup é normalmente usado para recuperação, enquanto o Arquivamento é normalmente utilizado para preservação e retenção a longo prazo.

Nela, os dados não são inseridos em uma cópia de segurança compactada e sim em um grande arquivo. Contudo, esse arquivo pode ter vários espelhamentos e deve ficar localizado fora do ambiente físico da empresa.
Geralmente, essa técnica é empregada quando falamos em alguma regulamentação, ou o termo de Compliance.

Backup para recuperação de desastres

Nem toda solução de Backup é orientada à recuperação de desastres. É preciso ter em mente que suas cópias não podem levar horas e horas a fio até serem restauradas.

Para que a rotina de Backup seja eficaz e sua empresa se recupere de qualquer problema, é necessário que as cópias possam ser restauradas rapidamente e o negócio volte a funcionar em pouco tempo.

Riscos

É claro que não podemos adivinhar o futuro, porém, é sempre melhor estar preparado. Tenha em mente a seguinte frase: “existindo chance de dar errado, vai acontecer”.

Sendo assim, conheça todos os principais riscos e ameaças que possam incorrer em sua empresa e seus servidores e busque implementar um plano de recuperação de desastres que possa lidar com cada um deles.

Ferramentas

A escolha de uma boa ferramenta é essencial para o sucesso de um projeto de implementação de um plano de recuperação de desastres. Por conta disso, colocamos esta última dica em um tópico separado só para ela.

Archserv UDP é uma ferramenta especialmente desenhada para a recuperação de desastres em ambientes virtuais e físicos, sendo uma solução robusta e completa para a continuidade de seus negócios.

Ela permite o arquivamento de suas cópias de segurança na nuvem, aumentando a segurança e reduzindo custos com servidores locais. Além disso, conta com a automatização de testes de DR, garantindo que os seus Backups estarão prontos caso necessário.

Criar uma rotina específica de recuperação no caso da ocorrência de desastres é fundamental para que sua empresa não acabe por sofrer demasiados prejuízos e possa continuar operando independentemente do que ocorra.

Gostou de saber mais sobre como ter um plano de recuperação de desastres? Então agende uma conversa com um especialista de Disaster Recovery ou chame agora no chat aqui.
E não pense que nossa ajuda acabou aqui! Baixe agora mesmo esse e-book aprenda a otimizar a sua gestão de TI!