DLP: entenda como proteger dados sensíveis

Tempo de leitura: 4 minutos

Você sabia que a exposição de dados sigilosos pode causar grandes prejuízos para a sua companhia? Para evitar problemas de segurança, as empresas devem utilizar um DLP.

Como gestor, você deve saber a importância de se manter em compliance com os dados da companhia, correto? Afinal, fica a cargo da sua empresa ter a responsabilidade de manter os dados sensíveis em sigilo, apesar de pertencer aos seus respectivos usuários.

Seja dos próprios colaboradores, fornecedores, contratos ou clientes, a exposição ou o uso indevido tende a gerar prejuízos para a companhia.

Isso ocorre devido aos criminosos virtuais, que procuram a todo momento formas de furar o bloqueio para utilizar os dados em benefícios próprios, como para vender para o mercado negro ou praticar crimes em nome da empresa. Por esse motivo, você deve contar com um DLP em sua corporação.

Para você ter uma ideia da gravidade, em Julho de 2018 foi aprovado a lei PLC53/2018, responsável por incriminar os responsáveis que não tragam a devida segurança sobre os dados pessoais.

Depois de ler o artigo, você saberá como aumentar a segurança das informações sigilosas. Mas, antes, entenda mais sobre o que a tecnologia pode oferecer para você!

Entenda o que é DLP

Antes de definir o termo, precisamos ressaltar a diferença entre os dois DLP’s.

O Data Loss Prevention tem como foco dar maior segurança para os arquivos sensíveis da companhia.

Por outro lado, o Data Leak Prevention é medido para evitar que o acesso a sistemas, como dados de cartão de crédito, usuário e senha ou qualquer outra forma de acesso restrito seja comprometida por uma ação má intencionada.

Para qualquer uma das situações, a empresa deve contar com um sistema que utiliza as políticas de segurança para manter em sigilo os dados sensíveis da companhia.

Assim, ao utilizar as suas ferramentas, a empresa passa a contar com a segurança assertiva para evitar que os arquivos corporativos sejam compartilhados, roubados ou utilizados sem a sua autorização. Para isso, você deve contar com a criptografia ou monitoramento, e evitar um desvio de informação.

Abaixo, você pode conferir alguns benefícios do DLP:

Proteção na movimentação de dados

Com a popularização da tecnologia em nuvem, vimos o quanto se tornou prático movimentar arquivos pela internet. O problema é que um usuário mal-intencionado pode rapidamente acessar a sua própria conta para transferir os dados de seu interesse.

Com o DLP do Google, por exemplo, a tecnologia permite verificar as condições do arquivo antes que ele seja transferido. Assim, caso o colaborador não tenha autorização, ele é automaticamente barrado de fazer a operação.

Controle de fluxo na entrada e saída

Outra ferramenta importante para a troca de informações confidenciais é o e-mail. Assim, da mesma forma que a nuvem, é preciso manter o controle das informações que entram e saem de uma caixa de mensagem. Por esse motivo, você deve ter o DLP para monitorar o fluxo de informações.

Monitoramento de dispositivos endpoint

Em algumas situações, para que o colaborador consiga executar as suas atividades, precisamos permitir o acesso de arquivos confidenciais nos computadores da corporação.

Ao contar com a ferramenta de segurança, você prevê duas situações: a primeira é impedir que o usuário copie e faça o mau uso das informações. A segunda é monitorar o trajeto pretendido com a transferência.

Além disso, algumas empresas podem ter a prática BYOD (Bring Your Own Device). Ou seja, os próprios colaboradores devem utilizar os equipamentos pessoais para realizar o trabalho.

O problema é que a prática, caso não tenha uma política exigente de segurança, aumenta o risco dos dados serem armazenados e compartilhados pela internet. Logo, é fundamental o uso de uma ferramenta de segurança para monitorar qualquer atividade suspeita.

Entenda a importância de regulamentar a proteção de dados

A segurança da informação tem sido assunto de destaque nos últimos anos. Afinal, basta ficar atento às manchetes de jornais para descobrir um novo ataque cibernético.

Como dissemos, por conta da repercussão negativa dos dados vazados, além de causar prejuízo para a empresa, é natural que o fato afaste o seu relacionamento com clientes, parceiros e até mesmo fornecedores.

Por outro lado, ao contar com as ferramentas corretas, a companhia não apenas passa a ter apenas maior segurança, mas também pode utilizar a prática como vantagem competitiva para atrair as pessoas interessadas em seu serviço

Agora que você sabe a importância de ter um DLP em sua companhia, entenda como regularizar a sua empresa às novas normas da segurança do GDPR.