Firewall appliance: saiba tudo sobre o tema

Tempo de leitura: 6 minutos

Qualquer executivo atento às transformações do mercado percebe que, com a evolução da Internet e das ferramentas tecnológicas, é preciso adotar medidas e soluções que prezem pela segurança do ambiente digital da empresa.

De acordo com o Gartner, os investimentos em segurança da informação podem chegar a US$ 93 bilhões em 2018, uma alta de 12% em relação ao ano anterior. Isso está diretamente relacionado às ameaças e aos ataques cibernéticos, que vêm aumentando com certa frequência e se tornando cada vez mais complexos e agressivos.

Para alcançar níveis consideráveis de segurança contra as ações de cibercriminosos, é preciso investir em ferramentas com foco em proteção, controle e gestão de infraestrutura de TI, capazes de encontrar riscos ocultos, reduzir ameaças desconhecidas e isolar sistemas infectados.

Imagine contar com ferramentas que protegem mais de 100 milhões de usuários, mais de 100 mil empresas em mais de 150 países contra ameaças digitais de todos os tipos? É preciso contar com soluções tecnológicas que protejam a infraestrutura de rede, os servidores virtuais, os desktops, laptops, bem como o tráfego da web e as aplicações usadas em aparelhos móveis.

Portanto, se a sua empresa também deseja continuar investindo em um plano de segurança digital, é preciso considerar o firewall appliance para gerir recursos de defesa e ainda acompanhar os relatórios. Para conhecer um pouco mais sobre essa solução tecnológica e entender por que a sua empresa precisa de um firewall appliance, acompanhe este artigo.

Conheça o firewall appliance

Appliance traduzido para o português quer dizer aplicação ou ferramenta. Assim, o firewall é uma solução tecnológica com foco na proteção da rede de computadores da sua empresa.

No entanto, é preciso entender a diferença, pois existem dois tipos de appliance: hardware e software. O appliance hardware é um dispositivo com software integrado. Há ainda a aplicação como um conjunto de softwares, que tem como objetivo facilitar a administração de toda uma rede.

O firewall appliance separa a rede interna da externa e filtra o tráfego com base nos protocolos, nos endereços de IP e nas portas. É ele que permite que os administradores determinem quais serviços e sistemas devem ficar disponíveis para os usuários.

O firewall appliance é, portanto, um hardware com características específicas incluídas, ou seja, com um software embutido, embarcado com configurações já preestabelecidas pelo fabricante, viabilizando a proteção e a segurança das máquinas da sua empresa.

O funcionamento ocorre por meio de um hardware pré-configurado e estruturado para operar de acordo com as particularidades e as funcionalidades próprias. É um hardware desenvolvido e otimizado especificamente para um propósito.

Essa tecnologia dá visibilidade superior a atividades arriscadas dos usuários dos computadores, identificando tráfego suspeito e ameaças avançadas, ajudando ainda na recuperação do controle da rede.

O firewall appliance é ainda uma poderosa tecnologia de próxima geração, de aprendizagem profunda e prevenção contra invasões — e que ainda gera a resposta automática, isolando de forma instantânea os sistemas comprometidos na sua rede, impedindo que as ameaças se espalhem.

Evolução do firewall: saiba diferenciar os modelos

O conceito de firewall é bem mais antigo do que você imagina, datando do final dos anos 80. Antes dele, os roteadores faziam o papel da segurança de rede. Depois da metade dos anos 90 que a tecnologia do firewall foi aprimorada para atender às novas demandas de uma rede de Internet cada vez mais popularizada.

A evolução passa basicamente pelos modelos Firewall Script, UTM e Next Generation Firewall (NGFW), o mais recente deles. O Firewall Script envolvia apenas o controle básico dos dados, que trafegavam da Internet para a rede da empresa. Havia apenas uma camada de controle de acesso ao conteúdo dos sites.

O Firewall Script atuava como um server, com código scripts que controlava a conexão entre o modem da Internet e os computadores da empresa. Ele exigia profissionais qualificados no controle de usuários por meio das palavras-chave usando conceito Proxy.

Já o Firewall UTM compreende uma evolução natural do Firewall Script. A sigla significa Unified Threat Management, que em tradução literal quer dizer Gerenciamento Unificado de Ameaças. O UTM evoluiu para o controle de link, acesso de site e ainda começou a tratar das camadas de segurança. Com ele, foi possível atuar nos bloqueios por categorias e também por aplicações — aplicativos e sistemas.

Essa nova solução envolve um maior controle das ameaças a partir de vários recursos, como firewall, antivírus, controle de acesso à Internet e a sites, prevenção de intrusões de rede, balanceamento de links de Internet, VPN (Rede virtual privada), filtro de conteúdo, controle de acesso wireless e relatórios.

O NGFW é uma solução que tem um controle mais avançado, garantindo mais segurança dos dados da sua empresa. É uma tecnologia de alta performance, que permite o controle mais específico das redes sociais e da visualização de vídeos, por exemplo.

Sophos Firewall Appliance

O NGFW tem uma possibilidade de análise de segurança muito superior aos modelos anteriores, controlando todo o tráfego da rede, os dados em nuvem e entendendo o risco que cada usuário pode gerar para a rede.

Esse é o modelo mais aprimorado e atua em função da evolução das tecnologias de alta performance, como o uso da nuvem e mais intensa troca de informações pela Internet. O NGFW controla aplicações específicas por meio do antivírus endpoint e firewall quando se fala da solução de segurança sincronizada Sophos.

Entenda os benefícios do firewall appliance

Vamos aproveitar para listar aqui as principais vantagens de ter um firewall appliance. O primeiro benefício diz respeito à maturidade de uso da plataforma. Diante de um mundo digital cada vez mais mobile e sem fronteiras, é preciso ter soluções como essa para proteger a sua empresa das ameaças digitais.

Outra vantagem é a possibilidade de usar tecnologias de ponta, como o firewall appliance — uma tecnologia preditiva e preventiva. Assim, ter essa ferramenta na sua empresa é garantir a previsão de comportamentos, ou seja, poder agir antes que os problemas aconteçam. É uma forma de monitorar ameaças e prevenir ataques.

Há ainda o benefício da segurança sincronizada. Vale destacar que a fabricante Sophos é a única que oferece essa funcionalidade do firewall appliance. É a integração do firewall endpoint (antivírus) que faz a comunicação e a sincronização de tudo o que acontece na rede.

É um controle constante e em tempo real feito pelo firewall appliance que bloqueia as ameaças das máquinas, impedindo e evitando que elas se propaguem. É a proteção contra ameaças que sequestram os dados da sua rede sem permissão.

Você acha que a sua empresa precisa de um firewall appliance? Se você precisa ter o controle do fluxo de acesso de entrada e saída da Internet de forma geral, por meio de soluções com uso simplificado, painéis customizados, com segurança superior e inteligência integrada preventiva de ameaças, entre em contato conosco e saiba quais produtos e serviços se enquadram melhor à segurança da sua empresa!