Saiba por que a Prova de Conceito (POC) é importante

Tempo de leitura: 3 minutos

Um dos primeiros passos para se testar uma ideia de software ou um equipamento ou solução para sua empresa na prática é com a realização de uma Prova de Conceito, a chamada PoC, sigla que vem do inglês Proof of Concept. O objetivo dela é provar a viabilidade de um projeto ou conceito em escala reduzida.

Normalmente, PoC são implementações resumidas e incompletas que antecedem, inclusive, o primeiro protótipo. Uma prova de conceito normalmente passa por vários testes que vão demonstrar se o produto final é possível ou não.

Neste artigo, vamos explicar melhor o que é uma Prova de Conceito, quais são seus benefícios e sua importância para a empresa. Confira:

O que é uma prova de conceito?

Uma grande ideia no papel pode não ser tão brilhante assim na prática. O risco de que a teoria não funcione exatamente como o planejado é algo que existe no desenvolvimento de softwares: a única forma de saber como uma boa ideia vai se sair na prática é testando.

Mas dependendo do escopo, a execução completa pode ser extremamente cara e trabalhosa. Normalmente, é uma má ideia assumir um risco grande para tentar colocar o projeto inteiro em produção.

E é aí que entram as provas de conceito. Normalmente, elas são um fragmento bem pequeno do que será o produto final, desenvolvidas rapidamente para, como fica claro pelo nome, provar que o conceito é viável e pode ser executado.

Quais são os benefícios da prova de conceito?

Por melhor que seja um planejamento inicial, o escopo de um software costuma se transformar durante o seu desenvolvimento. Algumas falhas e insights só são realmente percebidos quando temos software ou um equipamento em funcionamento.

Logo, realizar uma prova de conceito logo no começo é muito útil para não perder recursos em um projeto que pode ser inviável. Os testes de uma PoC acontecem antes mesmo de um protótipo verdadeiro e podem ser valiosos para determinar a viabilidade de uma teoria.

O mais comum é que, mesmo que seja capaz de provar que o conceito realmente funciona, os testes feitos nessa etapa levem a alterações no escopo total do projeto. Na pior das hipóteses, a PoC vai mostrar que não vale a pena investir em algo inviável do ponto de vista técnico ou mercadológico, evitando que o setor de TI cometa um erro.

Qual a importância da prova de conceito para a sua empresa?

Outra vantagem da PoC é que ela já gera valor de imediato para a empresa. Uma ideia sem execução, por mais brilhante que seja, tem um valor totalmente intangível. Se ela for provada na prática, a coisa muda muito.

Mesmo com uma PoC, já é possível, por exemplo, negociar com investidores, que poderão enxergar com clareza que a empresa está criando algo de valor.

Além disso, a prova de conceito é um motivador para o time: muitas vezes, no desenvolvimento de softwares, o próprio time tem dificuldades de visualizar os resultados do seu trabalho. Fazer entregas frequentes é uma ótima forma de resolver esse problema.

E uma primeira execução, ainda que simples, mas bem antecipada, pode servir para colocar todos entusiasmados com as possibilidades do projeto.

Como organizar uma prova de conceito?

A PoC é a primeira coisa a ser feita depois que já estiverem definidas as premissas básicas de um projeto. É provável que mais de uma prova de conceito será realizada no decorrer de um desenvolvimento, especialmente se ele for longo ou complexo.

Para organizar a prova de conceito, é preciso apenas determinar uma questão: qual será o conceito que ela deve provar? Com isso, o desenvolvedor já pode elaborar os testes que o software terá que passar para que a PoC seja bem-sucedida.

Independentemente dos resultados, é sempre importante utilizar a prova de conceito como uma ferramenta estratégica, que vai determinar em qual direção o time de tecnologia e seus clientes internos vão caminhar a partir desse ponto.

Curtiu este artigo sobre prova de conceito? Aproveite então para assinar nossa newsletter e ficar por dentro dos melhores conteúdos sobre gestão estratégica de TI!