11 Tendências de Tecnologia e Transformação Digital para 2021

Tempo de leitura: 12 minutos

O estudo Business Impact Insights 19  realizado pela CI&T com mais de 1000 líderes de grandes marcas do Brasil buscou saber mais sobre o atual status da Transformação Digital nas empresas.

A pesquisa constatou que 91% das companhias entrevistadas buscam acelerar o processo de transformação digital. E investir em uma área voltada integralmente para o desenvolvimento digital é o objetivo de 56% dos executivos. 

Falar em transformação abarca muita coisa, por isso, selecionamos as principais tendências para as empresas que buscam iniciar sua jornada rumo à adaptação à era digital.

Continue a leitura e confira! 

Ciência de Dados e Analytics

A ciência de dados e analytics já são tendências de Transformação Digital há tempos, mas vão ser cada vez mais utilizadas pelas empresas que buscam oferecer mais segurança e experiências personalizadas aos seus clientes.

Isso porque o mundo de hoje é feito de dados: eles estão em todo o lugar e são gerados – em quantidades absurdas – o tempo todo. Dados esses que traçam o perfil das pessoas e são uma verdadeira mina de ouro para empresas que querem sobreviver na era digital.

Nesse sentido o analytics ajuda as empresas a entenderem qual a melhor forma de coletar e extrair dados relevantes, prezando pela conformidade com a lei e pela segurança dos clientes. Já a ciência de dados ajuda a empresa dar contexto para esses dados e colocar em prática estratégias que os utilizam para tomada de decisões assertivas.

Tudo isso resultando em: mais engajamento com a marca, melhores oportunidades de negócio, melhoria em processo organizacionais e uma melhor experiência para clientes, colaboradores, fornecedores e acionistas. 

Inteligência Artificial e Machine Learning

Assim como ciência de dados e analytics, a inteligência artificial (IA) e o machine learning (aprendizagem de máquina) se complementam e podem revolucionar as empresas. 

A aplicação de tecnologias de IA aliadas com machine learning, tal como as assistentes virtuais (Siri, Alexa, etc.) ou os chatbots podem ajudar empresas em termos de produtividade, eficiência e melhoria no atendimento aos clientes. 

Um exemplo disso é o uso dos já citados chatbots. Os chatbots são IA que podem iniciar o atendimento aos clientes para:

  1. resolver pequenos problemas, tirar dúvidas ou auxiliar o cliente a fazer compras mais simples (no caso de e-commerces e marketplaces).
  2. coletar informações sobre as dores e necessidades do cliente para agilizar o trabalho do operador humano que vai atender o cliente em seguida. 

Esse é só um exemplo bastante simples de como a IA e o machine learning podem ajudar  a empresa a potencializar sua produtividade e ser mais eficiente (e, de brinde, ter uma grande redução de custos)

A IA e machine learning também podem auxiliar o processo de analytics da empresa, pois o sistema consegue analisar dados complexos com muita precisão e muito mais rápido. Ou seja, além de acelerar o processo, também evita falhas humanas que poderiam resultar em dados incorretos repassados e em decisões menos assertivas para a empresa. 

RPA – Automatização de Processos

Em um mundo com tanta tecnologia, já não faz mais o menor sentido que humanos realizem processos repetitivos e mecânicos. Manter essa estrutura, além de ser um grande redutor de produtividade, aumenta muito a taxa de erros e, principalmente, deixa colaboradores e clientes muito frustrados. 

Por isso o Robotic Process Automation, ou RPA, chega como uma forte tendência de Transformação Digital para as empresas. O RPA se trata de uma aplicação tecnológica que permite a automatização de processos através de um (software) robô. Dessa forma, é possível que empresas automatizem fluxos de trabalho e demandas operacionais repetitivas ou não prioritárias. 

Em outras palavras, são robôs programados para “reproduzir” atividades repetitivas que normalmente seriam realizadas por humanos. Para que isso aconteça, é necessário que seja construída uma sequência de tarefas a serem executadas conforme o processo a ser automatizado, assim, os robôs podem repeti-la a uma velocidade alta e em larga escala. 

Conectar-se a aplicações ou APIs, recorte de dados, mover arquivos e pastas, extração e processamento de conteúdos semiestruturados e/ou estruturados, busca de informações na internet, etc, são exemplos de tarefas que podem ser automatizadas através do RPA.  

Nesse sentido, o RPA é uma forma de tornar fluxos de tarefas mais eficientes e ágeis, além de ser uma metodologia flexível e que traz bastante eficiência para o negócio no geral, pois permite que os colaboradores dediquem-se a tarefas que realmente necessitam do elemento humano para serem concluídas. 

Rede 5G

As redes 5G acabaram de chegar e já estão conquistando o mundo. O 5G é a  nova geração de conexão móvel à internet que combina tecnologias de rede de ponta para oferecer velocidades mais rápidas e conexões mais velozes para dispositivos como smartphones, computadores, etc. 

As redes 5G são uma grande tendência pois podem impulsionar a inovação e possibilitar a criação de um ecossistema inteligente que pode se comunicar instantaneamente em ambientes multiplataforma, possibilitando o desenvolvimento de tecnologias com novas interfaces de comunicação, tal como voz ou gestos, para promover a interação em tempo real entre usuários e os objetos conectados ao seu redor. 

Além disso, as redes 5G vão ser o pote de ouro para soluções de comunicação e mobilidade em escala global, tornando atividades como o EAD (ensino à distância) ou mesmo o trabalho remoto, possíveis, ágeis e eficientes em qualquer lugar do mundo. 

A revolução proporcionada pelo 5G vai transformar radicalmente o mercado da era digital com novos negócios, produtos, tecnologias e serviços adaptados à consumidores cada vez mais conectados, dinâmicos e exigentes.

IoT

Com a chegada do 5G e o uso de IA e Machine Learning vamos também impulsionar uma tecnologia que há tempos já é tendência: a Internet das Coisas, ou, IoT.

A maior conectividade e, no Brasil, a nova lei, em voga desde o dia 16 de dezembro, que dá ainda mais espaço e garante mais investimentos para o desenvolvimento da IoT no país, vão auxiliar na disseminação da internet das coisas para muito além das assistentes virtuais de computadores e smartphones.

A IoT chegará nas indústrias, serviços e comércios através de sensores de coleta de dados, chatbots, dispositivos inteligentes e muito mais, prometendo transformar os processos organizacionais e a experiência dos clientes na era digital.

LGPD

E justamente por gerarmos tantos dados que desde setembro de 2020, vigora a Lei Geral de Proteção de Dados entra como uma das tendências mais fortes – e necessárias – para o ano de 2021 tanto para as empresas quanto para os clientes.

No âmbito corporativo, empresas de todos os tamanhos e segmentos precisarão se adaptar à uma cobrança cada vez maior sobre como e porque os dados pessoais de clientes estão sendo tratados. Isso porque estão sujeitas a penalidades severas em caso de descumprimento da lei, além de terem sua imagem e reputação desgastadas perante clientes, parceiros e fornecedores em casos de vazamento de dados.

Já para os clientes, isso representa mais transparência por parte das empresas e também mais empoderamento, afinal, o poder de decisão sobre se as empresas podem ou não usar os dados e – acima de tudo – sobre quais dados podem ser usados e para que finalidade, volta para os clientes. 

Agilidade, inovação e colaboração 

A Transformação Digital é muito mais sobre pessoas do que tecnologias. Mais ainda: é sobre pessoas colaborando para inovar com agilidade.

Quando pensamos dessa forma, colocar isso em prática pode se tornar muito mais eficiente com as metodologias ágeis tal como mostra um o estudo da CI&T.

A Transformação Digital é muito mais sobre pessoas do que tecnologias. Mais ainda é sobre pessoas colaborando para inovar com agilidade.

Segundo a pesquisa Business Impact Insights, o trabalho por Sprints é apontado por 38% das empresas entrevistadas como forma de estabelecer operações digitais ágeis. Em seguida vem o Kanban (30%) e a filosofia Lean (29%), que falamos em nossa Talk Introduce #14.

Em relação à modelagem de negócios, produtos e projetos, o Canvas (41%) e a aplicação do Design Thinking (40%) também são tendências nas empresas que buscam se atualizar para o digital e ter times mais ágeis e colaborativos produzindo inovação de forma contínua. 

Publicidade inteligente

Na Talk Introduce #31 falamos sobre a publicidade sensorial e publicidade dirigida apoiada pelo analytics e IA e essas são as grandes tendências para o Marketing na era digital. Ainda mais com a iminência da chegada do 5G, que vai possibilitar uma mudança no foco da publicidade digital para mobile advertising (propaganda com foco em dispositivos móveis).

Isso porque todas as tendências citadas acima formam um pote de ouro para os profissionais da comunicação e marketing, pois além do 5G, a ciência de dados e a IA possibilitarão traçar um perfil muito mais assertivo do consumidor, permitindo, conforme mostramos em nossa Talk, criar anúncios interativos e personalizados para aquele cliente.

Dessa forma, promovendo um engajamento real do lado do cliente e dados de feedback importantíssimos do lado das empresas que estão oferecendo seus produtos ou serviços.

Phygital

O termo “phygital” é uma junção entre as palavras physical (do inglês, físico) e digital e representa uma combinação do melhor dos dois mundos para criar uma experiência única para os clientes que abarca transformações nas empresas dentro dos pilares de: tecnologia, processos e pessoas. 

A experiência phygital é uma tendência que está propondo uma transformação cada vez maior no mindset das empresas colocando a experiência e o encantamento do cliente como pilares centrais na elaboração de estratégias de comunicação, criação de novos produtos e serviços, estruturação de processos internos, aprimoramento de estruturas de tecnologia e até mesmo para propor um novo norte na cultura organizacional.

Em um contexto mais cotidiano, a experiência phygital está presente quando usamos um app de streaming em nossa TV, chamamos um carro pelo Uber, pedimos comidas por apps como o iFood – ou ainda como gostamos de referenciar o cliente: DeliveryMuch, utilizamos o Waze ou Google Maps para chegarmos a lugares que não conhecemos, fazemos lives ou reuniões pelo Google Meet ou Microsoft Teams com nossos colegas, amigos e familiares e a lista de interações phygital segue crescendo.

A melhor experiência do cliente

Quando falamos em ter sucesso na jornada de Transformação Digital a “Experience”, ou, experiência, tem um peso gigante.

A pesquisa Tendências para Transformar Sua Empresa em 2020, da CI&T que contou com parceria da Opinion Box, e entrevistou mais de 500 líderes brasileiros mostrou que, a experiência do cliente com a marca é vista como uma ferramenta estratégica para a Transformação Digital, segundo 89% dos executivos. 

As soluções, tecnologias e tendências que citamos anteriormente nesse post tem como principal missão melhorar a Experiência do Usuário (User Experience) e a Experiência do Consumidor (Customer Experience). Isso porque, graças às informações que pode obter através da internet, agora mais do que nunca o consumidor e usuário está no comando e satisfazer esse cliente é o objetivo principal de toda e qualquer empresa que queira sobreviver na era digital. 

Isso inclui pensar, também, na segurança dos dados do cliente e em conceitos como o da Privacy by Design, ou seja, privacidade para os usuários desde a concepção dos produtos e serviços. Bem como construir uma infraestrutura de TI que considere os novos perímetros estabelecidos pelo trabalho remoto.

Além disso, é importante trabalhar em Políticas de Segurança da Informação (PSI) que também auxiliem na proteção dos dados dos clientes contra esquemas de engenharia social ou vazamento de dados por conta de falhas humanas. 

De análise de dados, passando por novas legislações, até o mundo digital e o físico colidindo e se misturando, mais do que nunca, as tendências mostram a necessidade de colocar os clientes no centro e na utilização dos dados para gerar inovação, competitividade e mais agilidade nas empresas que buscam crescer na era digital.

Como sua empresa está se estruturando e capacitando para obter os melhores resultados sobre as oportunidades de 2021? Nós estamos prontos para contribuir com essa jornada. Fale com nossos especialistas e vamos entender quais soluções e estratégias de Tecnologia e Transformação Digital para chegar lá!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.