Como funciona a gestão de inventário de TI?

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já deve ter lido em algum lugar como a área de TI é essencial para o bom desenvolvimento de uma empresa. A gestão de inventário de TI é uma ótima maneira de administrar seus recursos de tecnologia.

Muitos gestores pensam que o setor de TI consiste apenas em manter redes funcionando e seus sistemas, mas o valor estratégico dessa repartição é fundamental para o sucesso de sua empresa, agregando firmemente no PCN.

Neste post, vamos contar para você como funciona e como fazer um inventário de TI.

Inventário de TI

A primeira dúvida é clara. O que é inventário de TI? Bom, ele é um inventário de seus ativos de tecnologia. Entre estes ativos estão hardware, software e usuários. Podem ser criadas outras classes de ativos, porém as apresentadas são as principais.

Hardware

Todos os dispositivos físicos que tenham conectividade por meio da rede, com pessoas ou que gere informação. Entram nesta categoria os computadores, tablets, notebooks, impressoras, relógio ponto, balanças, câmeras de CFTV, equipamentos de biometria, switches, roteadores, modens, UTMs, access points, servidores, etc.

Software

Nesta categoria estão inclusos todos os recursos intangíveis de software como licenças, aplicativos, endpoints, serviços em nuvem, aplicações de BI, CRM, ERP, Workflow, sistema de emails, etc.

Todas as questões acerca de software na empresa, tomada de decisões e cruzamento de informações devem ser catalogadas.

Usuários

Este ativo é composto com as informações de usuários que estão utilizando a infraestrutura de TI da empresa. Horários de login e logoff, sistemas utilizados, senhas, processos, rotinas, entre outros.

Estas informações poderão ser utilizadas para medir a produtividade de colaboradores.

Esta é a divisão básica para o início de um inventário de TI. Com estas informações, já é possível passar para o gerenciamento dos dados obtidos.

Gestão de inventário de TI

Agora que vimos o que é um inventário, vamos passar para a parte de gerenciamento. Com a listagem de todos os seus ativos de tecnologia, sua empresa obterá diversos benefícios.

A gestão dos recursos de TI é fundamental para organizar os processos internos de sua empresa e auxiliar sua equipe de TI a monitorar eventuais demandas. Vamos listar 3 vantagens do gerenciamento de inventário de TI.

1. Antecipação de problemas técnicos

A principal vantagem ao se falar em inventário de TI é ter a certeza sobre todas as suas limitações acerca de armazenamento, processamento e equipamentos.

Com a informação nas suas mãos, será possível prever diversos problemas que podem surgir de atualizações de software, falta de armazenamento, troca de aparelhos da infraestrutura para adaptação elétrica entre outros.

2. Aumento da vida útil dos equipamentos

O inventário de TI ajudará você a encontrar os equipamentos que estão subutilizados ou consumindo muita energia, garantindo que você possa realizar uma melhor alocação de seus recursos de modo a aumentar a vida útil deles.

3. Redução de custos

Este benefício é uma consequência dos dois primeiros. Ao antecipar problemas técnicos e aumentar a vida útil de seus equipamentos com realocações inteligentes, seus custos serão reduzidos.

Haverá, ainda, um aumento de produtividade e eficiência devido ao fato de toda sua infraestrutura de TI estar saudável.

A maneira de criar um inventário de TI eficiente é simples e a sua gestão pode ser realizada através de uma ferramenta de software como Spiceworks, Neteye, Lansweeper, Sysaid entre outros.

É importante que todos os seus ativos de tecnologia sejam catalogados para que a gestão de inventário de TI possa alcançar os seus objetivos em sua empresa. Assine a nossa newsletter e fique por dentro de várias soluções que vão colocar sua empresa em um lugar de destaque no mercado!