Ethical Hacking: O que preciso saber sobre tipos de hackers?

Tempo de leitura: 4 minutos

O que vem à mente quando se pensa em hacker? Se você imaginou uma pessoa que entende muito de computadores invadindo grandes sistemas e causando um grande alvoroço pela internet, não está errado.
Mas, além dos chamados crackers – também conhecidos como cibercriminosos – existe um outro tipo de hacker que atua junto com as organizações em prol da segurança digital: o hacker ético.
Acompanhe o post e conheça mais sobre o hacker do bem!

Quais são os tipos de hackers?

Antes de tudo é preciso entender que não há apenas um tipo de hacker atuante. Ao “classificar” os hackers se podem subdividir em categorias, de acordo com suas intenções e pela forma como agem ao realizar um ataque. Os principais tipos são: White Hat, Grey Hat e Black Hat.

White Hat Hackers
Os White Hat Hackers também são conhecidos por hackers de chapéu branco ou hackers éticos.
Eles trabalham junto com organizações com o objetivo de fortalecer a segurança de seus sistemas. Os white hat hackers podem invadir e comprometer sistemas através de meios legais, para então informar a empresa sobre todas as vulnerabilidades e brechas de segurança que encontraram nos sistemas. Este tipo de hacker domina técnicas, metodologias e ferramentas do chamado hacking ético.

Black Hat Hackers 

Conhecidos mais comumente como crackers, os hackers de chapéu preto são aqueles que invadem uma rede ou sistema sem autorização para explorá-los com objetivos maliciosos e em benefício próprio. Dentro desta categoria se encontram os cibercriminosos.
O foco dos Black Hat Hackers é infligir danos a sites, sistemas e redes para obter acesso a dados pessoais que podem ser usados para golpes, fraudes e outros crimes. 
Esses hackers utilizam meios ilegais para seus ataques, mas frequentemente exploram falhas humanas para realizá-los. 

Gray Hat Hackers 
Os Gray Hat Hackers são o meio termo entre os hackers. Eles exploram sistemas e redes sem autorização, no entanto não o fazem para benefícios próprios, mas sim para alertar empresas e agências de segurança sobre as vulnerabilidades e brechas de segurança que possuem, tal como fazem os pentesters.

Ethical Hacker: o que é isso?

Como explicado anteriormente, um ethical hacking (hacker ético) é a ação daqueles que utilizam seus conhecimentos em tecnologias e segurança da informação para invadir sistemas legalmente e alertar empresas sobre brechas de segurança e vulnerabilidades. 
Os hackers éticos trabalham dentro da lei, criando soluções inovadoras para auxiliar empresas a proteger seus sistemas e redes contra crackers. 
Esses profissionais são responsáveis pelos chamados testes de intrusão ou pentests. Os testes de intrusão consistem em invadir um sistema ou rede para identificar brechas de segurança. Ao final do pentest é elaborado um relatório contendo todas as brechas e falhas encontradas pelo ethical hacker. 
Os ethical hackers são conhecidos pelo domínio em temas da tecnologia, segurança da informação, TI, sistemas operacionais, bem como conhecimento em hardwares, redes de computadores, programação etc. São pessoas que estão em constante atualização, afinal, as ameaças digitais também estão em evolução, cada vez mais engenhosas. Além disso, é preciso possuir algumas certificações, tal como a “Certified Ethical Hacker” da EC-Council. 

Qual a importância do Ethical Hacking?

A pandemia, que obrigou empresas dos mais diversos portes e segmentos a migrarem para home office, reforçou duas afirmações:

  1. dados pessoais são um dos ativos mais valiosos da era digital;
  2. mais do que nunca é preciso pensar em segurança digital de ponta a ponta;

Com um crescimento de 5 vezes no número de ciberataques em apenas um ano (de 15 milhões para 75 milhões), tudo indica que os cibercriminosos já reconhecem as infinitas possibilidades de uso de dados pessoais roubados, tal como os desdobramentos do BLB2020, e como isso pode afetar negativamente milhares de pessoas e empresas pelo globo.
Mas, mesmo antes destes dias de migração massiva para o trabalho remoto, notícias de vazamentos de dados de grandes empresas, ataques a sistemas governamentais e casos de roubo de contas de usuários em sites ou redes sociais, novos malwares surgindo não paravam de aparecer nos sites de notícias.
Especialmente nesses cenários de caos que entra a figura do ethical hacker. Uma vez que seu trabalho é pensar como os crackers para prever seus ataques, os ethical hackers são figuras defensoras no combate ao cibercrime.
É através do trabalho de hackers éticos que as organizações conseguem reforçar suas infraestruturas de segurança digital e assim garantir a proteção dos dados pessoais de clientes, colaboradores, fornecedores e parceiros. 
O que achou do nosso conteúdo sobre os hackers éticos? Tem alguma dúvida? Comente aqui e vamos juntos ampliar essa discussão! Aproveite para conhecer em detalhes como funcionam os pentests em nosso artigo: “Precisamos conversar sobre testes de intrusão”

Quer saber como é a rotina de um ethical hacker? Então acompanhe os especialistas da Sophos no webinar “Detecção e resposta a ameaças: a jornada de um hacker”, que acontece em 10/03 e veja como funciona um ataque cibernético da perspectiva do hacker.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.