Metodologia Ágil contribuindo para a competitividade no Desenvolvimento de Software

Tempo de leitura: 4 minutos

O que podemos esperar do mercado de TI? Onde ele pode chegar e quais facilidades ele trará para nós?
Uma coisa que não podemos negar é a curva de ascendência que ele está tomando na fatia do mercado.
Hoje as principais empresas, as gigantes, são de software. A economia brasileira, segundo dados da
ABES (Associação Brasileira de Empresas de Software) mostra que em termos de variação de mercado, a TI movimentou US$ 60 bilhões em 2015. Claramente a fatia do PIB está aumentado, mas será que os processos de desenvolvimento das empresas que movimentam esta economia estão em uma curva acelerada também?
Entenda a Metodologias Ágeis contribui para a competitividade no Desenvolvimento de Software.

No mercado de software vemos duas principais atuações: empresas que possuem seus produtos de software e comercializam para o mercado; e empresas que oferecem serviços de outsourcing (alocar profissionais de TI para outras empresas) ou software sob demanda, em que o conhecimento intelectual e dinamismo na execução acaba trazendo uma vantagem maior que o custo da terceirização.

Nestes dois modelos, as empresas que desenvolvem software, tanto para web quanto para sistemas operacionais de computadores e dispositivos móveis, precisam se preocupar com algo fundamental: velocidade e qualidade de entrega.

Como as empresas podem se tornar competitivas em um oceano vermelho de opções para os clientes? Em que para excluir um fornecedor, muitas vezes é uma simples movimentação do dedo de um aplicativo para lixeira?”

E foi no intuito de acelerar os processos de entrega de software e efetividade da solução que a metodologia ágil surgiu. Antes se gastavam milhões desenvolvendo um projeto de software, em modelo cascata, por anos e quando a solução ia para o mercado o time to market (tempo que a solução tem para ganhar mercado) já havia passado e o projeto havia sido completamente descartado. Além disto, empresas de software com soluções com tecnologias ultrapassadas (softwares legados) que não podiam esperar a construção de toda uma nova solução, pois demoraria anos de projeto, ficavam amarradas no planejamento estratégico, não sabendo se refaziam toda a solução ou continuavam com uma solução antiga.

Mas afinal, o que é a Metodologia Ágil de desenvolvimento? O que ela pode trazer como vantagens na construção do software?

Em um conceito mais generalista, a Metodologia Ágil é um processo de desenvolvimento de software em que o cliente responsável por definir as regras de negócio tem uma atuação mais intensa com a equipe de desenvolvimento, através de um “fatiamento” de todo o escopo do projeto em Sprints.
As Sprints são interações periódicas, geralmente quinzenais, com todos os envolvidos de um projeto. Em um processo cronológico de tempo, a primeira sprint envolve um processo de afinamento do escopo envolvendo todos os profissionais no projeto, possibilitando fazer uma estimativa mais real do esforço para executar o desenvolvimento da tecnologia na próxima Sprint. E assim por diante o ciclo se repete. Na segunda Sprint a gente executa o desenvolvimento e já planeja o desenvolvimento da terceira Sprint, possibilitando que sempre se planeje o que entrará em desenvolvimento nos próximos quinze dias.

Claro que quando se fala de um escopo fechado em que se precise de um orçamento total, é responsabilidade de um analista de negócios, líder técnico e gestor do projeto estimarem junto com o cliente a magnitude em horas e esforço financeiro que o projeto terá. Porém, no momento de execução, a cada Sprint, esta equipe, junto com os Desenvolvedores, Analistas de Testes e Designers, interagem para que se tenha maior compreensão do escopo a ser desenvolvido.

O tamanho das Sprints pode variar de acordo com a velocidade de entrega, maturidade da equipe e tamanho do projeto. Temos modelos de projetos com sprints com tamanhos de uma semana até um mês. Em um escopo fechado, por exemplo, as empresas conseguem saber exatamente quantas sprints haverão no projeto. Um escopo de 6 meses com sprints quinzenais, a equipe responsável pelo projeto tem 12 sprints para executar todo o escopo.

E qual a vantagem da Metodologia Ágil?

Competitividade, comunicação, transparência e processo com cliente e a equipe de desenvolvimento, além claro, já avaliar um fragmento do software periodicamente. A comunicação e transparência em grande parte são os dois pontos que geram a cascata de problemas dentro de um projeto: prazo, quebra de orçamentos; frustração de expectativas; e todo o estresse do desapontamento dos ambos lados. Se a entrega não foi 100% efetiva em uma sprint, a equipe tem a possibilidade de corrigir isto na próxima, facilitando o engajamento e comprometimento de melhorar suas estimativas durante o ciclo.

Podemos passar horas escrevendo aqui sobre como funciona a metodologia ágil e suas vantagens, mas como o foco maior é dar um panorama geral sobre a metodologia, caso queira entender mais como funciona, você pode procurar mais literatura na internet sobre o tema ou nos procurar =)  Teremos o maior prazer de discutir com você as vantagens e qual o melhor modelo de escopo de projeto para o processo ágil: escopo fechado ou escopo aberto com entregas quinzenais.

Walter Sengik da Cruz
Diretor de Relacionamento na UBISTART

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.