Plataformas de videoconferência: quais as melhores soluções corporativas?

Tempo de leitura: 7 minutos

Segundo pesquisa realizada pelo Gartner com mais de 300 CFO de empresas estadunidenses, 74% das organizações devem adotar alguma prática de home office permanente após a quarentena. 

Agora, mais do que nunca, tecnologias para a realização de videoconferências, compartilhamento de documentos, planilhas, apresentações, armazenamento de arquivos em nuvem, entre outras funções, têm apoiado empresas a manter as atividades remotamente mesmo em tempos tão incertos.

Uma dessas aplicações que ganhou destaque recentemente é o Zoom, plataforma de videoconferência que pulou de 10 milhões para 300 milhões em poucos meses. Porém, gigantes da tecnologia já consolidadas no mercado como o Google e o Facebook também se pronunciaram em prol de ajudar empresas a se adaptarem à essa nova realidade.

Mas afinal, quem ganha essa batalha? Conheça mais sobre as soluções em nosso comparativo.

Google Meet 

O Google Meet é uma solução premium e videoconferências da Google que faz parte do pacote corporativo G Suite que, em virtude da pandemia, será disponibilizada gratuitamente a qualquer usuário do Google (Gmail) a partir de 04 de maio até 30 de setembro de 2020.

A solução Meet oferece aos seus usuários em termos de recursos:

  • Agendamento simples de conferências;
  • Compartilhamento de tela;
  • Legendas em tempo real (disponíveis em inglês;
  • Layouts que se adaptam às preferências do usuário;
  • Possibilidade de transmitir ao vivo para até 100.000 espectadores dentro de um domínio (do G Suite ou Google for Education);
  • Conferências para 100 pessoas, com limite de tempo de 24 horas para usuários que não fazem parte de um domínio corporativo ou educacional;
  • Recursos de cancelamento de ruído;
  • Uso de inteligência artificial para ajustar a iluminação conferência;

Em termos de segurança, o Google Meet sai na frente de seus concorrentes, apresentando soluções como:

  • Criptografia dos dados das reuniões;
  • ID de chamada com cerca de dez caracteres, dificultando a entrada de pessoas não autorizadas na reunião; sistema 
  • Uso de recursos avançados de segurança:  Datagram Transport Layer Security (DTLS) e Secure Real-time Transport Protocol (SRTP), que impedem a espionagem no aplicativo.
  • Impedimento de acesso à reuniões no Meet de usuários sem login;
  • Salas de espera individuais até que o usuário seja permitido a ingressar na reunião;
  • Possibilidade de retirar um usuário da reunião;

Além disso, ao utilizar as soluções Google G Suite para empresas, as quais tal como o G Suite Basic gratuito são protegidas por controles de segurança como a ISO 27018 e ISO 27002, possibilitam integração com outros recursos como o Google Agenda, Documentos, Apresentações, Planilhas, Chat e muitos outros.

Facebook Rooms

O Facebook também entrou na corrida e lançou no dia 24 de abril de 2020 sua nova solução para videoconferências, que pode ser acessada através da plataforma da rede social ou do aplicativo Messenger e em breve será adicionada ao Instagram e WhatsApp, que também pertencem à gigante de Zuckerberg.  

O Facebook Rooms oferece aos seus usuários:

  • Possibilidade de realizar uma reunião com até 50 pessoas e sem limite de tempo; 
  • Fundos virtuais 360° habilitados para Inteligência Artificial;
  • Visualização estilo galeria para chamadas de grupo;
  • Possibilidade de alternar entre bate-papos para visitar diferentes grupos;
  • Filtros de câmera de iluminação ambiente; 
  • Efeitos de RA para comemorar aniversários;

Além disso, apresenta como recursos de segurança:

  • Restrição das salas;
  • Possibilidade de retirar pessoas da reunião;
  • Opção de bloqueio da sala para que apenas pessoas autorizadas participem da videoconferência.

Zoom 

O Zoom é uma plataforma que apresentou grande crescimento nos últimos meses e, embora tenha enfrentado alguns problemas em relação à falhas de segurança, ainda é muito utilizado para realização de videoconferências, webinars e lives. 

A empresa oferece aos usuários planos Pro, planos corporativos e planos educacionais pagos e também um plano gratuito com as seguintes funcionalidades:

  • Reuniões com até 100 participantes durante 40 minutos;
  • Acesso através da aplicação desktop  para Windows ou Mac, aplicação mobile para Android e IOS e acesso através do navegador de internet.
  •  Reuniões individuais limitadas;
  • Compartilhamento de tela;
  • Recurso de “quadro branco” na tela para uso em palestras e sessões de brainstorming;
  • Gravação das videoconferências;
  • Integração com Slack e Zapier;
  • Acesso a análises de reuniões;

Em termos de segurança, na última atualização da plataforma, passam a ser oferecidos:

  • Padrão de criptografia atualizado;
  • Novo ícone de acesso às configurações de segurança;
  • Ferramenta de denúncia de usuários
  • Novos controles de senha. 
  • Possibilidade dos usuários controlarem em quais centros de dados as informações de suas reuniões são roteadas;
  • Recurso de sala de espera ativado por padrão:  todos os participantes da reunião são mantidos em salas de espera individuais até serem autorizados a ingressar na reunião;
  •  Possibilidade de denunciar um usuário dentro da reunião;
  • Desativar a função de renomear os usuários; 

Whats App Web

Conforme notícia divulgada pelo WABetaInfo no dia 08 de maio o Facebook está testando a adição de um botão de acesso ao recurso de chamadas de vídeo do Messenger Rooms para o WhatsApp Web, o qual permitiria a realização de videoconferências com até 50 pessoas através da versão desktop do aplicativo de mensagens. 

O WABetaInfo mostra também que através dessa funcionalidade ainda em teste, será possível realizar videochamadas com criptografia de ponta-a-ponta utilizando o WhatsApp Web como um mediador para encontrar e escolher contatos para a chamada, que será realizada através do site do Messenger. 

A nova funcionalidade ainda não tem data prevista para ser disponibilizada aos usuários, que, até o momento têm a possibilidade de realizar videochamadas através do aplicativo do WhatsApp com até oito contatos.

Microsoft Teams

O Microsoft Teams tem sido muito adotado por instituições de ensino para dar continuidade às aula no período de distanciamento social.  Atualmente, o recurso do Microsoft Teams oferece aos usuários:

  • Até 250 pessoas por reunião
  • Permissão de acesso de convidados externos. 
  • Recursos de  compartilhamento de tela
  • Desfoque de tela de fundo 
  • Gravação das reuniões realizadas

Porém, com o crescente aumento de usuários na plataforma, a Microsoft anunciou na conferência Build 2020 diversas atualizações, novidades e recursos para o Microsoft Teams. Confira: 

  • Possibilidade de personalizar os modelos de equipes de acordo com o cenário em que elas irão trabalhar
  • Relatórios de participantes de uma reunião do Teams com detalhes de entrada e saída da chamada
  • Administradores passam a poder determinar quem está autorizado a utilizar o compartilhamento de tela durante a reunião
  • Possibilidade de compartilhar criações feitas na Power Platform dentro de uma reunião do Teams.
  • Inclusão de chatbots de resposta em uma equipe, que estarão disponíveis em breve através do aplicativo Power Virtual Agents
  • Possibilidade de transmissão de eventos a partir da interoperabilidade com o Skype TX e com suporte à Network Device Interface (NDI).

Sua empresa adota alguma dessas soluções para o trabalho remoto? Compartilhe com a gente!

Leve seu negócio para a nuvem com a Introduce e potencialize seus processos operacionais com segurança e melhor aproveitamento de recursos. Contate nossos especialistas e aproveite o melhor das soluções integradas do Google G Suite!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.