Por que devo me preocupar com ameaças digitais?

Tempo de leitura: 3 minutos

Os ataques cibernéticos podem ocorrer de forma bastante sutil e sorrateira. Quando não são parados a tempo podem causar impactos negativos de proporções alarmantes. Diversos estudos e reports conduzidos por empresas de segurança ao redor do globo mostram a complexidade dessas ameaças, cujo volume de realização por parte de hackers segue aumentando cada vez mais. 

Confira o compilado de motivos pelos quais as ameaças virtuais são relevantes e devem ser uma preocupação corporativa.

Os números das ameaças digitais

Segundo estudo da Sophos, 91% das 3100 organizações estudadas no report “tinham uma proteção atualizada no momento do ataque.

Uma pesquisa da Universidade de Maryland revela que um ataque cibernético ocorre a cada 39 segundos

Conforme o IBM, o custo médio de um vazamento de dados é de US$ 3,92 milhões.

O Relatório de Ameaças à Segurança na Internet da Symantec 2019 revela que as cadeias de suprimentos permanecem sendo um alvo vulnerável, com aumento de 78% nos ataques sofridos.

26% do tempo das equipes de TI são gastos com ataques virtuais, segundo report da Sophos.

Ransomware

O alvo dos ataques de ransomware mudou de consumidores para empresas, o segmento que teve um aumento de 12% de infecções, conforme report da Symantec para 2019.

 Em 2016, o TeslaCrypt representou 48% dos ataques de ransomware.

Entre o final do ano de 2013 e início de 2014, mais de 500.000 computadores foram infectados pelo ransomware CryptoLocker.

Phishing

83% dos 15000 profissionais de segurança da informação que participaram que trabalham em empresas do State of the Phish Report experimentaram ataques de phishing em 2018.

Quase 50% dos sites de phishing estão usando criptografia HTTPS, conforme o Phishing Activity Trends Report

Sophos Report mostra que das 2.109 organizações atingidas por um ataque virtual em 2018, 53% foram vítimas de phishing.

Segundo estudo da Proofpoint em 2018, 5.5 milhões de e-mails suspeitos de phishing foram reportados pelos participantes, dos quais 59% foram classificados como sendo efetivamente e-mail maliciosos.

Exploits de softwares

Aplicativos do Office foram os mais comumente explorados em todo o mundo no primeiro trimestre de 2019, segundo o Statista.

No México, mais da metade das organizações que foram vítimas de um ataque virtual passaram por um exploit de software (51%), conforme Sophos Report – O enigma da segurança virtual.

Violação de dados

Vazamentos de dados levam cerca de 279 dias para serem identificados e contidos. Entretanto, empresas que conseguem realizar isso em até 200 dias tem custo de R$1,22 milhão a menos do que empresas que levam mais de 200 dias para resolver o problema do vazamento de dados, segundo a IBM

A IBM também afirma que uma mega violação de 50 milhões de registros tem um custo médio de US$ 350 milhões (IBM)

O American Journal of Managed Care revela que hospitais gastam 64% mais anualmente em publicidade nos dois anos subsequentes à uma violação de dados

Roubo de credenciais

Segundo o State of the Phish Report 2019, em 2018, os relatórios de comprometimento de credenciais cresceram 70% em relação a 2017, representando um aumento de 280% desde 2016.

Estudo da empresa Verizon Systems revela que das violações de dados em 2017, 22% envolveram o uso de credenciais roubadas

Roubando 10 cartões de crédito por site, cibercriminosos ganham até US$ 2,2 milhões com ataques de formulário, segundo estudo da Symantec.

Como podemos perceber, a cada ano que passa as ameaças têm evoluído e se tornado mais complexas, perigosas e, infelizmente, cotidianas. Os números de ataques são espantosos, assim como os recursos perdidos por empresas que passam por situações de ataques cibernéticos. Andamos em um território, por vezes perigoso no ciberespaço, mas é um quadro que pode ser solucionado. 

Quer entender como isso pode ser feito? Então conheça mais sobre a solução de segurança firewall NGFW da Sophos e saiba como ela pode proteger sua empresa de ataques virtuais.