Minha empresa precisa terceirizar a TI? Veja 5 Sinais

Tempo de leitura: 4 minutos

E então, a minha empresa deve terceirizar a TI ou criar um departamento próprio? Imagine o cenário: a sua empresa, que depende de soluções de TI para executar as rotinas diárias, começa a perder desempenho em todas as pontas. Profissionais não conseguem trabalhar normalmente por excesso de falhas de software, ocasionando problemas na entrega de produtos aos parceiros comerciais.

As vulnerabilidades, sem uma política de segurança sólida, crescem e colocam a confiabilidade do ambiente digital em risco. Aliando isso à falta de uma infraestrutura de segurança digital adequada, não se torna possível ter um planejamento estratégico de migração para a modalidade de trabalho remoto que garanta a segurança dos ativos digitais da empresa..

Além disso ao não estar em compliance com as legislações de proteção de dados a organização também  pode comprometer a qualidade dos ativos digitais, prejudicando as operações do negócio, diminuindo as suas receitas e o seu grau de competitividade.

Nesse contexto, a criação de um departamento de TI é uma medida indispensável para garantir o bom funcionamento dos ativos digitais da empresa. E dependendo do perfil do seu negócio, terceirizar a gestão do setor pode ser uma boa ideia.

Quer saber mais? Então, leia o nosso texto de hoje e descubra quais são os 5 sinais de que a sua empresa precisa terceirizar a TI!

1. Falhas excessivas na segurança da informação

Ameaças de segurança crescem diariamente. Os ataques atingem celulares, tablets e computadores de vários sistemas, explorando configurações fracas e vulnerabilidades diversas.
Segundo o estudo The State of Ransomware 2020 conduzido pela Sophos com 5000 gestores e TI de empresas localizadas em 26 países, 51% das organizações foram atacadas por ransomware entre Janeiro e Fevereiro de 2020 e em 73% dos ataques os criminosos obtiveram sucesso ao criptografar os dados.
Quando a empresa conta com um time de especialistas em segurança digital, os seus sistemas passarão a trabalhar com rotinas de proteção avançadas, que eliminam falhas e reduzem o número de brechas disponíveis no ambiente digital da empresa.

2. Custos elevados com suporte e manutenção de equipamentos

Investir em tecnologia é algo custoso. É necessário não só a compra de equipamentos e sistemas modernos, mas também a contratação de profissionais capazes de adotar rotinas de alta eficiência.
Conforme pesquisa realizada pela Harvey Nash e KPMG com 3.645 CIOs e líderes de tecnologia ao redor do globo, empresas que não envolvem a TI na tomada de decisões relevantes à empresa têm 12% maior chance de terem sido alvo de ataques cibernéticos de grandes proporções entre 2017 e 2019 e  41% menos probabilidade de serem eficazes na construção de confiança com seus clientes.
Com a terceirização a empresa consegue vencer essas barreiras e manter analistas com formação de alto nível sem a necessidade de efetuar grandes investimentos.

3. Crescimento nos índices de falhas de sistemas

A ausência de uma política de gestão em TI prejudica o desempenho geral dos sistemas da empresa. Sem o suporte dos profissionais adequados a empresa perde produtividade e a qualidade dos seus serviços se deteriora. Uma vez que a companhia opta por terceirizar a TI, seus ativos digitais são otimizados com metodologias modernas e eficazes.

4. Políticas de TI que levam a falhas

Rotinas de gestão mal construídas podem aumentar o grau de instabilidade do ambiente computacional da empresa. Para que elas possam ser otimizadas, a empresa deve buscar o suporte de profissionais capacitados e com alto conhecimento técnico.
Uma vez que a empresa não disponha de recursos para a contratação direta de pessoal, ela pode direcionar as suas finanças para a terceirização, otimizando as suas políticas de governança sem aumentar consideravelmente os seus custos e mantendo-se em compliance com as legislações de proteção de dados pessoais LGPD e GDPR, afinal, o descumprimento das leis, especialmente em casos de vazamentos de dados,  pode acarretar em perda considerável de recursos e uma grande reputação negativa perante clientes e fornecedores.

5. Necessidade de diminuição da complexidade

Adquirir, implementar e gerenciar recursos de TI de alta complexidade é uma atividade complicada. Por meio do outsourcing, o gestor do empreendimento pode direcionar os recursos para o seu core business. Possuindo pessoas capazes de cuidar integralmente dos equipamentos da empresa, o líder empresarial trabalha com mais qualidade e otimiza o seu tempo e diminui atividades repetitivas elevando a lucratividade de empresa.

E você, já foi beneficiado pela terceirização da TI na sua empresa? Conhece alguma situação em que ela possa ser aplicada? Saiba mais sobre como utilizar a terceirização a favor do seu negócio em nossa Talk Introduce #17!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.